Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada Quem somos

Breve Historial da Instituição

"A Associação de Escolas Móveis pelo Método João de Deus, fundada pelo mecenas Casimiro Freire, em 1882 (quando 80% da população portuguesa era iletrada), alfabetizou, desde a sua fundação até 1920, vinte e oito mil adultos e crianças. Acompanharam-na nessa iniciativa destacadas personalidades, como João de Barros, Bernardino Machado, Jaime Magalhães Lima, Francisco Teixeira de Queiroz, Ana Castro Osório, Homem de Cristo, entre outros.

Em 1908, por proposta de João de Deus Ramos, filho do Poeta-Educador, passou a designar-se Associação de Escolas Móveis pelo Método João de Deus, Bibliotecas Ambulantes e Jardins-Escola.

Em 1917, foi inaugurado o Museu de João de Deus, projeto de Escola-Monumento (da autoria de Raul Lino e hoje classificado património municipal), no qual se juntavam numerosos intelectuais e artistas, entre os quais João de Barros e Afonso Lopes Vieira.

A partir de 1920, a associação de Jardins-Escola João de Deus enriqueceu o número de alfabetizados por aquele Método com mais cento e trinta e cinco mil, seiscentas e quarenta crianças. Nesse ano, iniciou-se o primeiro ano de formação de educadores de Infância, mas só em 1943 seria fundado, com caráter sistemático o primeiro Curso de Didática Pré-Primária (designação de João de Deus Ramos). Vinte anos depois, começa a funcionar um curso de Auxiliares de Educação Infantil (que viria a ser extinto em 1980), no intuito de evitar que as crianças estivessem entregues a vigilantes sem preparação especializada.

Exemplo de respeito pela obra desta instituição (hoje Instituição Particular de Solidariedade Social – IPSS), dedicada à Educação e Cultura, foi, sem sombra de dúvida, a atitude de um dos principais apóstolos do salazarismo, o ministro Carneiro Pacheco, que, em 1936, decretou o encerramento das escolas do Magistério Primário, não se atrevendo, dado o peso e o reconhecimento públicos desta instituição, a encerrá-la, admitindo por Decreto-Lei de 15 de agosto de 1936, [... o respeitoso projeto de responsabilidade e honestidade dessa Instituição].

A criação, por diploma legal de 9 de novembro de 1988, da Escola Superior de Educação João de Deus, ministrando os cursos de Educadores de Infância e de Professores do Ensino Básico, representou novo ponto alto no historial da instituição.

A aposta num crescimento sustentável, em que a qualidade do ensino e as novas ofertas educativas continuaram a ser uma preocupação desta centenária instituição, tem sido reconhecida e respeitada, quer no plano nacional quer internacional. O enorme esforço que tem sido efetuado por esta instituição na

procura de um caminho que conduza ao conhecimento e à responsabilidade ética da ciência, continuam, assim, inscritos na sua matriz. A prová-lo, a diversidade de oferta de cursos segundo o Modelo de Bolonha.

A Associação de Jardins-Escola João de Deus e a sua Escola Superior de Educação João de Deus, têm ao seu serviço 1123 colaboradores, entre educadores, professores, auxiliares de educação e outros colaboradores, cuja atividade se reparte pelos 46 Centros Educativos, que fazem parte, para além dos Jardins-Escola, um Museu, uma Casa Museu e duas Ludotecas Itinerantes.”

(Regulamento Interno, Associação de Jardins-Escola João de Deus)